A CAARN encerrou nesta terça-feira (13) a campanha de vacinação do 3º lote da H1N1. Esta foi a maior campanha de vacinação já realizada pela instituição, que abrangeu Natal, as subseções e quatro polos regionais, além dos familiares dos advogados e advogadas do estado.

Em Natal, a vacinação ocorreu no período entre 28 de junho e 03 de julho e foram aplicadas 1.639 doses do imunizante, só neste terceiro lote. No interior, a vacinação ocorreu entre 05 e 13 de julho, sendo aplicadas 1.200 doses nas seguintes cidades: Mossoró, Pau dos Ferros, Assú, Areia Branca, Goianinha, Caicó, Apodi, João Câmara e Santa Cruz.

“Realizamos a maior campanha já feita no RN, onde atingimos não só todos os advogados e advogadas (1º e 2º lotes), como também avançamos para os familiares (3º lote) de forma inédita, pois antes eram atendidos somente os dependentes legais, tudo isso sem qualquer custo para o advogado(a). Esta é uma de nossas missões: cuidar da saúde da advocacia e de seus familiares”, destaca o presidente em exercício da CAARN, Ricardo Lucena.

A diretora de saúde da CAARN, Valderice Nóbrega, ressalta a importância desta ação como uma forma de evitar a procura por esse tipo de vacina no serviço público, o que contribui para desafogar o Sistema de Saúde neste momento de pandemia, e avalia: “A campanha foi um sucesso, especialmente por ter conseguido vacinar advogados e seus familiares e por estar sendo a maior campanha de vacinação contra a H1N1 no Rio Grande do Norte promovida pela CAARN”.

Só neste ano a CAARN já efetuou três campanhas de vacinação contra a gripe H1N1, aplicando um total de 5.912 doses do imunizante em advogados(as), familiares e funcionários. Vale ressaltar que a vacinação seguirá em Natal enquanto ainda houver doses e está ocorrendo diretamente na Clínica da Advocacia, com horários disponíveis para agendamentos nas quartas e quintas-feiras. Os agendamentos podem ser feitos clicando aqui.

A campanha também contou com uma ação social para a arrecadação de alimentos não perecíveis, que serão doados para instituições que atendem populações em situação de vulnerabilidade social. Foram recebidos mais de 150 kg de alimentos e a quantia de R$ 706,50, que será revertida para as doações.